PERGUNTAS FREQUENTES

Que cuidados devo ter na instalação de gás engarrafado?

A instalação deve ser feita por um técnico credenciado para o efeito, tal como no gás natural, por exemplo. Existem regras que devem ser cumpridas e os técnicos credenciados estão devidamente habilitados. Contudo, qualquer consumidor poderá depois trocar botija quando necessário.

Devo ter as garrafas dentro de casa ou no exterior?

O risco de acidente diminui se guardar as botijas no exterior da habitação, numa cabine devidamente identificada. Esta deverá ser feita em material incomburente e bem ventilada, com pavimento cimentado e revestido a cerâmica ou de terra compactada. Deverá conter uma indicação de proibição de fumar ou fazer fogo. Por uma questão de segurança, dentro de uma divisão, armazene no máximo duas garrafas de gás (cheias ou vazias) e sempre na vertical.

Qual é o significado dos números na mangueira de borracha que liga o redutor ao fogão?

Os números indicam a validade da mangueira, entre outros. De facto, as mangueiras utilizadas como conectores maleáveis, no início ou na parte final da instalação de gás, apresentam uma validade e devem ser substituídas perto do final desta data. Este conector não pode ter mais de 1,5 metros de comprimento.

A divisão onde está instalada a botija cheira a gás. O que fazer?

Não faça qualquer tipo de faísca nem crie pontos de ignição: não deve ligar ou desligar eletrodomésticos ou interruptores. Evite desligar o disjuntor do quadro de eletricidade. Faça a imediata ventilação do local, de preferência através da abertura das janelas. Procure a fonte da fuga e elimine-a (bico aberto, furo no tubo de alimentação entre a garrafa e o equipamento, problema no redutor ou na válvula da garrafa, etc.). Se não conseguir eliminar a fuga, transporte a garrafa para o exterior. Em caso de incêndio, certifique-se de que não fica ninguém em casa e ligue de imediato o 112. Não tente combater o incêndio, sobretudo se tiver mais garrafas dentro da habitação, devido ao risco de explosão.

Tenho a botija de butano no exterior. Nos dias mais frios, o fogão não funciona bem, o esquentador não aquece a água ou nem acende. Será um problema dos aparelhos?

Não. O gás butano tem dificuldade em se vaporizar (passar da fase líquida para a gasosa) em temperaturas ambientes baixas, na casa dos 0°C. Ou seja, o que está líquido dentro da garrafa permanecerá líquido, não podendo ser consumido pelos equipamentos. Nesta situação, deverá mudar para gás propano. Apenas terá de instalar novos redutores nas botijas. Não precisa de efetuar alterações nos equipamentos de queima.

Na zona onde habito não há entrega de botijas ao domicílio. Posso transportá-las no meu carro?

As garrafas de gás, cheias ou vazias, são consideradas matérias perigosas do ponto de vista legal e do código da estrada. Por isso, o transporte está sujeito a regras apertadas. Contudo, a lei prevê que o consumidor final possa transportar na sua viatura até duas garrafas de gás (cheias ou vazias) para consumo e utilização. Aconselhamos a fazê-lo sempre com as janelas ligeiramente abertas. Não deixe a viatura muito tempo imobilizada com exposiç

Na zona onde moro há gás natural canalizado, mas ainda utilizo propano em garrafa. Devo mudar?

O gás natural apresenta um poder calorífico inferior ao do gás propano e butano: para gerar a mesma quantidade de energia é preciso consumir mais gás. Mas a vantagem do gás natural é que fica sempre mais barato no final. O preço por m3 é inferior.

Na zona onde habito não há entrega de botijas ao domicílio. Posso transportá-las no meu carro?

As garrafas de gás, cheias ou vazias, são consideradas matérias perigosas do ponto de vista legal e do código da estrada. Por isso, o transporte está sujeito a regras apertadas. Contudo, a lei prevê que o consumidor final possa transportar na sua viatura até duas garrafas de gás (cheias ou vazias) para consumo e utilização. Aconselhamos a fazê-lo sempre com as janelas ligeiramente abertas. Não deixe a viatura muito tempo imobilizada com exposição sola

Está a procura de profissionais para o seu projeto?